Clientes

São direitos dos utentes:

 

  • O respeito pela sua identidade pessoal e reserva de intimidade privada e familiar, bem como pelos seus usos e costumes;
  • Ser tratado com consideração, reconhecimento da sua dignidade e respeito pelas suas convicções religiosas, sociais e políticas;
  • Obter a satisfação das suas necessidades básicas, físicas, psíquicas e sociais, usufruindo do plano de cuidados estabelecido e contratado;
  • Ser informado das normas e regulamentos vigentes;
  • Gerir os seus rendimentos e bens com o apoio da Instituição, sempre      que possível e necessário e quando solicitado pelo mesmo;
  • Participar em todas as atividades, de acordo com os seus interesses e possibilidades;
  • Ter acesso à ementa semanal;
  • À inviolabilidade da correspondência;
  • Apresentar  reclamações  e  sugestões  de  melhoria  do  serviço  aos  responsáveis  da Instituição;
  • À articulação com todos os serviços da comunidade, em particular com os da saúde

 

São deveres dos utentes:

  • Colaborar com as equipas na medida das suas capacidades, não exigindo a prestação de serviços para além do plano estabelecido e contratualizado;
  • Tratar com respeito e dignidade os funcionários e os dirigentes da Instituição;
  • Cuidar da sua saúde e comunicar a prescrição de qualquer medicamento que lhe seja feita;
  • Participar na medida dos seus interesses e possibilidades, nas atividades desenvolvidas;
  • Proceder atempadamente ao pagamento da mensalidade, de acordo com o contrato previamente estabelecido.
  • Observar o cumprimento das normas expressas nos Regulamentos Internos, bem como de outras decisões relativas ao seu funcionamento;
  • Comunicar por  escrito à  Direção, com  30  dias  de  antecedência, quando pretender suspender o serviço temporária ou definitivamente;

Venha conhecer a nossa casa